Amazon precisou demonstrar a segurança para entrega, protocolos operacionais dos drones

A FAA acaba de liberar para vôo as entregas via drone para a gigante de e-commerce Amazon. Mesmo não tendo dana inicial de vôo, os testes podem começar já que receberam a licença PART 135 Air Carrier Certificate. Para obter tal licença, a Amazon precisou demonstrar a segurança para entrega, protocolos operacionais, treinamento e manutanção. Mais de 500 processos foram submetidos para aprovação de entrega de produtos em até 30 minutos.

Os drones, de modelo MK27, tem formato hexagonal e carregam até 2 quilos numa distância de cerca de 25 quilômetros. O que se imagina que pode decorrer, são problemas com redes elétricas, acidentes entre drones ou em pessoas, ou mesmo com pássaros, uma vez que seus vôos são totalmente autônomos (sem operador humano). Além da Amazon, a UPS e a Alphabet (Google) conseguiram licenças mais limitadas. Quem está na fila agora é a UBER para transportar passageiros.

Fonte: Jornal de Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui