A ansiedade, stress pós-traumático, depressão, transtorno de pânico, o luto e a síndrome de Burnout são as doenças mais comuns

Desde o ano passado, com o início da pandemia, os afastamentos com concessão de auxílio-doença e os pedidos de aposentadoria por invalidez relacionados a transtornos mentais têm crescido exponencialmente.

Para se ter uma ideia, segundo os dados da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, 2020 somou quase 577 mil afastamentos e quase 292 mil aposentadorias por invalidez, uma alta de 26% a mais nos casos de auxílio-doença e de 20,4% a mais nos casos de aposentadoria, comparado aos dados do ano de 2019.

Esse crescimento demonstra que a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) influenciou diretamente na vida e na saúde mental dos trabalhadores brasileiros. Nesse cenário, dentre os problemas mais comuns relacionados à saúde mental dentro das empresas, destacam-se: a ansiedade, o stress pós-traumático, a depressão, o transtorno de pânico, o luto e a síndrome de Burnout.

Dentre os principais acontecimentos que podem levar a um desses diagnósticos, especificamente no contexto da pandemia, encontram-se o stress e a ansiedade devido às cargas exaustivas de trabalho no modo home office e as adaptações tecnológicas necessárias para se trabalhar em casa, a dor e a tristeza do luto de pessoas que perderam parentes e amigos para o Coronavírus e todos os outros problemas que podem trazer o medo e a insegurança em torno das notícias relacionadas ao aumento no número de casos da doença, das mortes, dos problemas com a vacinação e das mutações do vírus.

Essas doenças podem chegar a quadros mais graves, levando ao afastamento e à aposentadoria por invalidez, dependendo sempre da avaliação do grau em que a enfermidade se encontra, bem como, de quais formas a doença está afetando a vida do colaborador. Portanto, a prevenção e o acompanhamento adequado para casos de transtornos mentais são consideradas a melhor maneira de lidar com o assunto.

Para sanar e evitar esse problema, as empresas podem adotar diversas medidas preventivas para a manutenção da saúde mental dos seus funcionários. Nesse contexto, é possível criar iniciativas interessantes e válidas para cuidar dos seus colaboradores.

Programa Prevmente – Provisa

A Provisa é uma empresa que atua com ações de prevenção a problemas relacionados à saúde mental dentro do ambiente de trabalho das organizações desde 2016, auxiliando as empresas que querem adotar programas de saúde laboral, física e mental, usando a criatividade para minimizar a tensão dos colaboradores e fortalecer a equipe. A empresa oferece serviços que englobam atividades lúdicas, rodas de conversa, bate-papo, lives, palestras e, inclusive, orientações e incentivo à procura de atendimento psicológico na modalidade online e via telefone.

De acordo com Raio de Luar Damasceno de Oliveira, psicóloga que atua diretamente na área de Gestão de Saúde da Provisa e que está à frente do Programa Prevmente, o ideal é que todas as empresas sempre promovam atividades relacionadas à saúde mental dos seus colaboradores. “Indicamos que as empresas promovam atividades de forma online ou presencial, sempre respeitando o distanciamento, que incluam atendimento psicológico, palestras motivacionais, palestras de saúde, atividades lúdicas e bate-papo, além de incentivar os cuidados com a saúde física e mental dos funcionários, pois somente assim é possível garantir a saúde e bem-estar dos funcionários e a produtividade da empresa”, ressaltou.

Raio de Luar ainda afirma que esses programas de saúde mental são extremamente importantes na pandemia, pois evita-se crises no ambiente de trabalho e mantém a eficiência da empresa. “Esses programas e iniciativas ajudam a manter a produtividade dos colaboradores e da empresa, principalmente nesse momento de pandemia que estamos vivenciando, que torna primordial fortalecer os vínculos e cuidar das emoções das pessoas, pois, sempre vale lembrar que um funcionário com algum transtorno mental, não produz de maneira eficiente, então, as empresas que adotam esses programas, ganham mais em produtividade e valorização do seu capital humano”, completa.

“Empresas que adotam tais inciativas são muito mais bem-sucedidas, como, por exemplo, a Fundação Paulo Feitoza (FPF Tech) de Manaus (AM), que desde o início da pandemia iniciou parceria com a Provisa, que já era a corretora de planos de saúde da fundação, para implantar o projeto de saúde mental Prevmente, que oferece todos os serviços mencionados anteriormente”, Raio de Luar finaliza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui