Data promocional do varejo é oportunidade de bons negócios – e ainda há tempo para se preparar

Dia 29 de novembro ocorre mais uma edição da Black Friday, data em que o varejo faz uma série de promoções para renovar os estoques e, ainda, fidelizar e atrair clientes, aumentar o capital de giro e se preparar para o Natal. A data foi criada nos Estados Unidos e cai na quarta sexta-feira de novembro, um dia após o tradicional feriado norte-americano de Ação de Graças.

Mesmo não havendo o feriado por aqui, o varejo brasileiro importou a ideia da Black Friday em 2011, que chegou com força no varejo online, e hoje é uma das principais datas para vendas, não apenas no ambiente digital, mas também para lojas físicas e para ações de ofertas de produtos e de serviços.

Leandro Reale, consultor de negócios do Sebrae -SP, lembra que a data deve ser explorada pelas micro e pequenas empresas. “O intuito da data é fazer um saldão”, reforça. Leandro dá algumas dicas para que o empreendedor se prepare para a Black Friday e destaca: “seja criativo nas promoções”.

1. Organize o estoque
Faça um levantamento do que há em estoque e defina o que precisa ser desovado. “O estoque mal comprado pode ser colocado no formato de saldão. Mas analise e precifique com critério”, orienta Leandro Reale, Consultor do Sebrae-SP. O consultor diz que é possível promover lançamentos, dando descontos pequenos, mas o foco deve ser nos maiores em itens para renovar o estoque. O importante é definir o mix de produtos, priorizando o que não tem giro.

2. Negocie com fornecedores e tente parcerias
Seus fornecedores podem ser bons parceiros nesse momento. O ideal seria repassar um desconto dado pelo fornecedor, sem mexer na margem. “Se o fornecedor for parceiro, ele consegue até mesmo oferecer itens em consignação.”

3. Comunicação
Avise seus clientes sobre suas ações para a Black Friday. Invista no marketing digital. Patrocine posts provocando os clientes. Use hashtags. Coloque faixas e cartazes nas lojas ou banners no site. Envie mensagens para seu mailing via SMS ou WhatsApp. É na comunicação que a criatividade deve surgir. Seja transparente na comunicação sobre descontos e condições.

4. Organize sua loja
É importantíssimo preparar sua vitrine, seja uma loja física ou online. Promova “combos” colocando itens em desconto junto a outros com o preço cheio, mas que sejam similares ou complementares. Se o seu negócio for online, certifique-se de que seu site suportará o aumento de acessos no dia.

5. Planeje não apenas antes, mas durante e após o evento
Faça um rígido controle das vendas. Assim será melhor para saber o que foi vendido e em que condições. Isso vai ajudar nas eventuais trocas e devoluções, que devem ser planejadas e as condições devem ser comunicadas claramente. Pense em como será o check-out, o frete ou estacionamento. Treine sua equipe.

Fonte: Pequenas Empresas & Grandes Negócios

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui