Novas tecnologias chegam nas propriedades rurais com o objetivo de modernizar e padronizar processos

A BRF, uma das maiores companhias de alimentos do mundo, preocupada com a comunicação cada vez mais próxima e ágil com os produtores integrados, implementou duas novas tecnologias focadas no aperfeiçoamento do trabalho no campo. O objetivo dessas ferramentas, além de auxiliar os produtores no dia a dia, é dar a possibilidade para que todos possam acessar em tempo real informações relevantes para a produção.

Na primeira delas, por meio do aplicativo “Plataforma Digital Agro”, os integrados podem inserir informações específicas das aves, como o peso, status do lote e acompanhamento de sanidade, além de ajudar também na gestão de seu próprio negócio e fazer comparativos de produção. O aplicativo, implementado no final do ano passado, já conta com cerca de 78% de adesão dos integrados, sendo 81% deles produtores de frangos.

“A previsão é que até o final deste ano, 100% dos nossos integrados estejam conectados nessa plataforma. Aproximadamente 7,5 mil integrados já estão conectados no Digital Agro, que ajuda na gestão da cadeia de produção, que é viva, longa e complexa”, comenta Fábio Stumpf, diretor geral de Agropecuária da BRF. Os produtores que aderiram à plataforma estão espalhados pelas localidades em que a BRF tem operação, como Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Goiás.

A BRF também implementou o FAL Digital, uma ficha digitalizada de acompanhamento do lote, onde são documentados todos os dados coletados nas granjas como, temperatura, umidade, consumo de rações, entre outras informações relevantes para a produção dos animais. A coleta dessas bases antes era realizada de forma manual. “No FAL Digital, os produtores integrados têm a visão aprimorada com as informações importantes da vida do lote, dia a dia, enquanto os animais estão alojados. O objetivo é que, com o aperfeiçoamento dessas informações digitalizadas, a BRF possa melhorar ainda mais o desempenho de bem-estar animal, além da gestão de outros indicadores de produção, por meio da inteligência artificial”, conta Stumpf.

A tecnologia já está em operação nas unidades de Chapecó e Capinzal, em Santa Catarina, e em Carambeí, no Paraná. Até a primeira quinzena de agosto, Francisco Beltrão e Dois Vizinhos (PR) também serão contempladas com o FAL Digital. “Queremos atingir a meta de 100% das unidades conectadas com esse sistema até o final de dezembro. Essa é mais uma tecnologia que faz parte do Sistema de Excelência Operacional da BRF, cujo objetivo é padronizar processos e aprimorar a gestão dos negócios”, finaliza Stumpf.

Fonte: Suíno Cultura Industrial

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui