Um dos mais jovens deputados na Câmara Federal, João Campos (PSB-PE), 25 anos, bisneto de Miguel Arraes e filho do ex-governador Eduardo Campos, disse que o corte na educação é vergonhoso. “A educação brasileira vai ser pautada pela cotação do dólar? Pela especulação da bolsa de valores? Isso é um absurdo”, afirmou ao Uol.

“O que está acontecendo com a educação agora é um absurdo. É vergonhoso você defender esses cortes… Não tem argumento (…). O ministro da Casa Civil disse que os cortes vão acontecer para o dólar não passar de R$ 4. Então quer dizer que a educação brasileira vai ser pautada pela cotação do dólar? Pela especulação da bolsa de valores? Isso é um absurdo”, disse.

Quinto deputado mais votado do Brasil em 2018 – sendo que os quatro primeiros eram candidatos de São Paulo, o maior colégio eleitoral do país, Campos tornou-se titular da Comissão de Educação na última semana e “diz pretender reproduzir, em nível nacional, os bons resultados educacionais alcançados por Pernambuco na última década – hoje, é um dos estados com os melhores índices no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica)”, informa a reportagem.

Campos também tornou-se vice-presidente da Comissão Externa do Ministério da Educação, criada em abril com o objetivo de monitorar a pasta – um dos maiores pontos de tensão do governo de Jair Bolsonaro.

Fonte: Brasil247

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui