Escola anunciará nova grade nesta quinta, com foco em dados, machine learning e inteligência artificial

Em evento nesta quinta, a Trevisan Escola de Negócios irá anunciar uma nova grade curricular para o ano letivo de 2020 com foco em ciência de dados, inteligência artificial e machine learning. Segundo VanDyck Silveira, CEO da escola, a ideia é preparar alunos pensando na transformação digital que empresas precisam agora no mercado.

“As pessoas postergaram o futuro, enquanto os avanços tecnológicos da ciência de dados se magnificaram hoje,” disse Silveira à Época Negócios. “Escolas renomadas estão presas num formato industrial do mundo. O mundo avançou.”

“Não é moda. Vamos no âmago da coisa,” completou. “Queremos formar profissionais super capacitados e fluentes para assumir liderança na indústria 4.0.”

A Trevisan afirmou que mais de 500 horas da grade serão dedicadas à ciência de dados, permeando todas as disciplinas de ensino. Para Silveira, a matéria precisa estar associada em todas as facetas do ensino, da mesma maneira que é feita com a ética.

A grade vale para os cursos de graduação de ADM e Ciências Contábeis a partir do ano letivo de 2020. A princípio, a Trevisan espera abrir 100 vagas por curso ao ano. Também será inaugurado o MBA de Data Science, com duração de 18 meses.

Para a nova matriz de disciplinas, a escola terá o seu sistema de inteligência artificial, a TAIS (Trevisan Artificial Intelligence Support) para auxiliar os alunos. Segundo o CEO, a IA está sendo alimentada já há dois meses para apoiar os estudantes a partir do ano que vem.

“Será aplicada em todos os tipos de contexto,” disse Silveira. “Ela se adequa ao aluno e terá total interatividade.”

O professor, no entanto, não será cortado do processo. “Um aluno pode tirar uma dúvida com a TAIS para que, na aula, ele faça questões mais pontuais para o professor.” Silveira ainda diz que os professores já serão todos “praticantes” da ciência de dados dentro mercado de trabalho.

“É um passo muito agressivo,” disse Silveira. “Não tivemos medo de nos despir da vaidade e ir atrás do que é melhor para o aluno. Queremos ser protagonistas ao lado dos alunos.”

Fonte: Época Negócios

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui