O setor de gestão de pessoas ainda é tradicional na maioria das empresas. Quando se fala do futuro da área e das tendências para o novo RH, percebe-se que a tecnologia está cada vez mais presente, orientando gestores na tomada de decisões estratégicas efetivas para os negócios. Implementar novas tecnologias no RH nunca se fez tão importante quanto hoje. Isso porque a automatização de processos agrega valor estratégico aos profissionais, que podem estabelecer novas políticas focadas no bem-estar dos colaboradores, gerando também benefícios para as empresas. Os custos envolvidos na perda de um funcionário — desde o desligamento até os processos de recrutamento e seleção, admissão, treinamentos e de integração de novos colaboradores — podem ser bastante significativos para as organizações.

Os números que podem ser gerados por meio da tecnologia servem para auxiliar a tomada de decisão e para uma consciência ampla e profunda do negócio. Segundo pesquisa da Deloitte, 62% das avaliações em uma gestão de desempenho tradicional são resultado de uma percepção subjetiva dos seus gestores. Isso pode criar um ambiente de insegurança entre os colaboradores — muitas empresas classificam os funcionários apenas por rankings, impedindo que eles entendam como realmente está o desempenho e como eles podem melhorar.

Para solucionar os problemas de comunicação interna e estabelecer uma cultura de valorização dos talentos, a tecnologia é uma grande aliada, por meio da gamificação

“A tecnologia tem papel fundamental para promover uma gestão de pessoas otimizada, mais do que uma tendência, isso já é realidade nas melhores empresas, principalmente as que já entenderam que quem cria o valor para o negócio são as pessoas. Assim, além de ter um funcionário satisfeito, a empresa também promove um controle de custos maior, uma vez que a iniciativa reduz a taxa de turnover e absenteísmo, assim como garante uma melhora na produtividade dos colaboradores”, comenta Bruno Soares, CEO e cofundador da Feedz — startup de Florianópolis (SC) que desenvolve uma plataforma completa para gestão ágil e estratégica de pessoas.

Gamificação no alinhamento de objetivos e nos feedbacks
Para solucionar os problemas de comunicação interna e estabelecer uma cultura de valorização dos talentos, a tecnologia é uma grande aliada, por meio da gamificação. “A gamificação proporciona engajamento entre os colaboradores e é, além de tudo, uma maneira de fornecer de feedbacks, deixando o ambiente muito mais leve”, explica Bruno Soares. Os feedbacks devem ser contínuos para que o colaborador entenda o que precisa ser melhorado e possa reverter o cenário de forma mais objetiva e rápida. O conceito também pode ser útil no alinhamento de objetivos entre a empresa e o colaborador — muitos funcionários veem os objetivos como uma lista de tarefas sem clareza, o que impede que o máximo de performance seja atingido.

Equilíbrio profissional e pessoal
Hoje em dia profissionais buscam empresas com um bom ambiente de trabalho, onde possam conquistar um equilíbrio entre a vida pessoal e profissional, e a tecnologia também pode ajudar nesse aspecto. “Quando uma organização investe na saúde dos colaboradores, ela está investindo também na melhoria da performance, na felicidade do ambiente de trabalho e no engajamento dos times. Tenho observado em nossos clientes grandes transformações de equipes”, comenta Bruno Rodrigues, CEO da GoGood, empresa de saúde corporativa que atende clientes como Natura, Santander e Ambev. A GoGood desenvolve uma plataforma gamificada que incentiva competições saudáveis nas empresas, onde os colaboradores são acompanhados por profissionais, como nutricionistas que avaliam cada refeição, e podem também registrar seus passos, atividades físicas, e qualidade do sono. A empresa atua diretamente na prevenção de doenças crônicas e reduz o custo com planos de saúde nas organizações.

Fonte: Infochannel

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui