Toda e qualquer apresentação em público demanda um conjunto de habilidades não só na forma como se expõe o conteúdo aos seus ouvintes, mas principalmente em relação à forma como se explora a capacidade de captação da platéia. A coerência entre o conteúdo e a linguagem tornar-se um instrumento muito útil para persuadir e manter a atenção de nosso público, assim como o excelente uso dos recursos disponíveis no ambiente. Para tanto, é preciso esgotar tudo que possa contribuir para atingir de modo eficaz o inconsciente de nosso interlocutor.

Campo Visual:

Para que uma apresentação seja efetivamente mais eficaz, convém que a façamos com o lado esquerdo de nosso rosto. Isso permite ao nosso interlocutor um nível de captação maior através de seu campo visual direito, que absorve três vezes mais informações.

Daí que se sugere sentar à esquerda do cliente ou posicionar-se do lado direito do palco ou da sala de apresentação.

Apresentação visual:

Tente manter o contato ocular com o máximo de pessoas possíveis durante a apresentação. Quando o público for grande, crie pontos de referência na platéia e mantenha o contato visual, variando entre os pontos. Saiba que:

– 80% da informação é captada pelos olhos.

– Já a retenção verbal é de somente 10%.

– Esse índice sobe para 50% quando se faz uma apresentação verbal e visual.

Ao fazer uso da palavra:

Jamais se deve começar uma apresentação desculpando-se disso ou daquilo. Nunca! Isso desvia a atenção dos ouvintes para a desculpa e deixa-se de lado o conteúdo. Portanto, use gestos de confiança! Abre sua saudação com um sorriso, isso causa empatia. Não coloque as mãos nos bolsos, não cruze os braços, não aponte para a platéia, não segure a tribuna e não coce o rosto.

Platéia:

Os apresentadores, palestrantes, professores e oradores em geral tendem a direcionar seu olhar mais para o seu lado esquerdo (40% do tempo, 45% do tempo olham para frente e 15% do tempo olham para a direita).

Portanto, quando você estiver na condição de ouvinte, sente-se sempre do centro para a direita para obter mais a atenção de quem lhe dirige a palavra durante a apresentação. Fique nas primeiras filas para captar mais informação – e prestar mais atenção – pois a área de retenção está em formato de funil do palco para a platéia.

As pessoas que se localizam fora dessa área tendem a ser mais dispersas e negativas.

24 – Domínio de Palco:

Saber fazer uso do palco é fundamental para que se possa transmitir com eficiência sua mensagem e obter os resultados pretendidos com a platéia. Esteja atento a tudo, as reações da platéia, ao conteúdo, a forma de expressá-lo e ao modo como fazê-lo no palco, visando surtir o melhor efeito.

Lado Direito:

Tem maior impacto sob o aspecto emocional do ouvinte. Faça uso de falas emocionais sempre que estiver do lado direito.

Lado Esquerdo:

Ideal para atingir o lado anímico, por isso lance mão de humor quando estiver do lado esquerdo do palco, mas na medida certa.

Jamais perca o foco do conteúdo de sua apresentação em ambos os lados do palco, saiba jogar com suas habilidades e flexibilidade em conduzir-se de maneira condizente perante a platéia.

Apresentações para poucos ouvintes:

Sempre que possível, disponha as cadeiras de forma a envolvê-los, seja em forma de um círculo, um quadrado ou uma ferradura, o que proporciona maior contato ocular e interação, facilitando a captação do conteúdo e a mobilidade do orador.

Posição de fechamento ou desinteresse:

Ao identificar uma posição de fechamento ou desinteresse de alguém, busque tirar seu ouvinte desse contexto, interaja, caminhe se possível entre o público, conecte-os com o conteúdo, tire-o da posição passiva, de inércia. Esteja atento e exerça sua flexibilidade e criatividade para reverter essa eventual aversão.

Edu Santos
Edu Santos possui MBA em Gestão de Pessoas, mestrando em Gestão e Tecnologia aplicadas à Educação, palestrante, prof. de pós graduação pela Unifacs, Unijorge e Wyden nas disciplinas de Gestão Emocional nas Organizações e Motivação e Engajamento. Além disso, Edu é poeta e autor do livro "A Verdadeira Concepção do Engajamento e Motivação" (Literarebooks, 2017). Para outras informações, envie e-mail para palestrante@edusantos.pro.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui