Que funcionários satisfeitos tendem a influenciar positivamente o crescimento da empresa, todo mundo já sabe. Mas, de acordo com um estudo feito por Alexandre Di Miceli, fundador da consultoria Direzione, analisando as empresas que fizeram parte do Valor 1000 nos últimos cinco anos, o impacto de destruição dos infelizes é muito maior que o poder de agregação de valor dos engajados.

O retorno sobre o patrimônio líquido, por exemplo, é praticamente o dobro no caso das empresas mais bem avaliadas (8,5%), em comparação com aquelas mal avaliadas (4,4%).

Funcionários têm mais energia quando estão confortáveis em seu ambiente de trabalho. Uma boa estratégia para se reconectar com os colaboradores é utilizar as datas comemorativas para promover iniciativas nesse sentido. O Dia Internacional da Mulher, por exemplo, é uma ótima oportunidade.

Mas como comemorar sem cair nos clichês de gênero? Investir em desenvolvimento e conhecimento é sempre uma ótima opção. Convide mulheres inspiradoras para palestras, ofereça mentorias e oportunidades de capacitação às mulheres do seu time, dê voz a elas e pergunte se existe algum tema em que elas gostariam de se aprofundar.

Pensando tanto na colaboradora quanto no empregador, juntamos algumas mulheres bem-sucedidas e separamos alguns presentes inovadores que podem ser oferecidos para a equipe feminina. Confira abaixo a lista completa de serviços:

1 – Palestras e Workshops de imagem corporativa

A consultora de imagem e estilo Lais Machado desenvolveu palestras e workshops focadas no estímulo e aumento da autoestima das colaboradoras. Uma profissional certa de si e que transmite segurança se sente mais confortável e tem mais rendimento no ambiente de trabalho.

A profissional apresenta três produtos diferentes: Palestra sobre imagem & estilo: valorizando sua imagem e empoderando seu estilo pessoal;Workshop de proporções: acertando na escolha das roupas; Workshop 10 Segredos de Estilo. Nos encontros são abordados temas como os pontos essenciais que as mulheres devem se atentar para ter uma imagem profissional consistente e um estilo de vestir alinhado ao mood da empresa, formatos de corpo e as peças que devem ser usadas no dia a dia e no trabalho para valorizá-los, alguns segredos de estilo para as colaboradoras das empresas colocarem em prática e já começarem a ter resultados positivos.

Saiba mais em www.laismachado.com/.

2 – Cursos de Empreendedorismo

Fundada por Luciana Padovez Cualheta e seu sócio em Goiânia (GO), a Sempreende é uma escola de formação para empreendedores que já formou mais de 1 mil alunos, em 80 turmas. A instituição ensina, por exemplo, conteúdos como Planejamento Estratégico, Storytelling, Liderança, Finanças Pessoais para Empreendedores Marketing com Mídias Sociais para Negócios.

Os cursos são dinâmicos, rápidos e práticos, com a agilidade que o mercado exige atualmente. Outra proposta da instituição é fomentar a criatividade nos alunos, com grades curriculares que contêm design thinking. A fundadora Luciana Padovez, por exemplo, é uma das poucas profissionais do Brasil certificadas para aplicar o método LEGO Serious Play, utilizando as famosas peças do consagrado brinquedo para ensinar empreendedorismo. Com os blocos coloridos é possível fomentar a reflexão e encontrar soluções criativas para problemas de micros e pequenos empresários.

Saiba mais em www.sempreende.com.br.

3 – Cursos de liderança feminina

Pioneira no Brasil, a ELAS é a primeira escola de liderança feminina com foco no desenvolvimento pessoal e profissional da mulher. Fundado em 2017 pelas empreendedoras Amanda Gomes e Carine Roos, o projeto visa capacitar mulheres – minoria em cargos de destaque no país –, oferecendo técnicas de negociação e influência e ferramentas para o exercício de uma liderança mais assertiva, por exemplo.

No Programa ELAS, que possui 54 horas de duração distribuídas em três módulos, as mulheres trabalham o autoconhecimento, forças e fraquezas alinhados aos Sete Princípios do Empoderamento das Mulheres nas Empresas, defendidos pela ONU.

Das alunas, 30% foram promovidas ou receberam aumento salarial dentro de seis meses, após a participação no curso carro-chefe da Escola. Entre outras conquistas e avanços, as alunas destacam melhora na produtividade, no foco, na comunicação e no desenvolvimento pessoal, fatores imprescindíveis em ambientes profissionais cada vez mais competitivos.

Saiba mais em: www.programaelas.com.br.

4 – Cursos para as mães empreendedoras

A B2Mamy, única aceleradora que conecta mães empreendedoras ao ecossistema de inovação, foi fundada em 2017 pelas sócias Dani Junco, Micheli Junco, Juliana Lopes e Bianca Levy. A partir da experiência adquirida na mentoria de empresas e startups, a equipe de mulheres criou uma metodologia de aceleração para empreendedoras, preparando as mães para apresenta-las a investidores e norteando as ações estratégicas de seu negócio.

A iniciativa traz programas como o B2Mamy Start e o B2Mamy Pulse. A ideia no Start é proporcionar em um dia, com grupos de até 20 empresas que buscam validar ou inovar seu modelo de negócio e também às futuras mães empreendedoras que têm apenas uma ideia e precisam ser impulsionadas para tirá-las do papel. Foram até hoje mais de 500 ideias colocadas em prática. Já o Pulse propõe uma aplicação mais prática e imediata para a ideia ou empresa durante quatro meses. Por esse programa mais de 100 empresas foram aceleradas e aproximadamente 2 milhões foram movimentados e negócios.

Fonte: Ecommerce News

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui