Hapvida (HAPV3) anuncia uma parceria inédita com a farmacêutica Roche, que criará um núcleo operacional único de atividades laboratoriais e diagnóstico de saúde.

A parceira, com sede na Suíça, construirá a primeira instalação desse tipo fora da Europa, e após implementada, irá substituir os 18 Núcleos Técnicos Operacionais (NTO) regionais da Hapvida.

A instalação ficará na cidade de Recife, capital de Pernambuco, ao custo de R$ 6 milhões pela Hapvida, com estimativa de retorno anual de R$ 30 milhões.

Hapvida Saúde

O retorno anual estimado com a nova instalação é de aproximadamente R$ 30 milhões (Imagem: YouTube/Hapvida Saúde)

“O site poderá processar rapidamente tanto exames mais simples quanto os mais complexos, inclusive processando exames que hoje são enviados para laboratórios terceirizados. Atualmente cerca de 83% dos exames são processados em nossas unidades próprias”, enfatiza a operadora de saúde.

Após implementado, o NTO será capaz de processar cerca de 95% dos exames laboratoriais, aumentando o nível de verticalização e otimizando a utilização da capacidade produtiva.

A localização estratégica do NTO facilitará a eficiência logística e permitirá a centralização do processamento dos exames, que serão executados sem qualquer intervenção humana, aumentando a confiabilidade dos resultados.

“A escala, abrangência nacional e a eficiência de nossas operações nos permitirão processar um amplo e
sofisticado portfólio de exames em todo o Brasil. O NTO oferecerá mais de 1.200 tipos de exames especializados
para mais de 3,5 milhões de beneficiários distribuídos nas cinco regiões do país”, celebra a Hapvida contando com plataforma de tecnologia da informação da Roche.

Saúde Coronavírus 78
Após implementado, o NTO será capaz de processar cerca de 95% dos exames laboratoriais (Imagem: Agência Brasil/Acácio Pinheiro)

A parceria visa alavancar a extensa base de clientes do Hapvida com a experiência da Roche e seu investimento contínuo em tecnologia e P&D para equipamentos, processos e sistemas de diagnóstico.

Atento ao valor ESG, o novo núcleo trará ganhos em sustentabilidade com tecnologia que reduz a geração de resíduos e consome menos energia e água.

Na onda expansionista, rumo ao Sudeste

A fase expansionista que vive a Hapvida, após anunciar três aquisições em estados diferentes (MG, SP e GO), justifica o olhar de oportunidades que o Banco Safra espera da operadora de saúde.

A aquisição da unidade de saúde mineira Promerd alavanca a posição da companhia como a segunda maior player em Belo Horizonte, com alto potencial orgânico de crescimento dado o modelo de negócios, explica a dupla de analistas Ricardo Boiati e Rafael Une.

O Banco Safra calcula há espaço de valorização para as ações da Hapvida na faixa dos 19% (Imagem: Facebook/Hapvida)

Na região metropolitana de Belo Horizonte, a parcela de mercado da Hapvida chega a ser ainda maior que Minas Gerais, em torno de 10,7%. Nada mal para a empresa com sede em Fortaleza, que há alguns anos estava limitada a operações no Nordeste e tímida presença no Sudeste.

Em entrevista ao Money Times, concedida no dia 14 de agosto, o diretor financeiro da empresa já falava em 15 targets para possíveis aquisições.

Com um modelo de negócios verticalizado, em que os beneficiários dos planos de saúde são atendidos pelos hospitais mantidos pela própria Hapvida, parte das aquisições serviu para reforçar sua infraestrutura em regiões onde já atua.

Ao cabo, o Banco Safra cravou recomendação de compra para as ações da Hapvida, com preço-alvo a R$ 80. Portanto, considerando a última cotação fechada da companhia a R$ 67,34, há um espaço de valorização de 19%.

Confira o anúncio da parceria da Hapvida com a Roche:

Fonte: Money Times

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui