Por Jacqueline Freitas – Manaus Tech Hub – Junho 2020

O distanciamento social causado pelo novo coronavírus trouxe uma mudança radical na forma de atuação da maioria das empresas globalmente. Não seria diferente com os hubs de inovação, os quais tiveram que se adaptar às pressas a esse novo cenário.

Nesse contexto, um dos desafios identificados no ecossistema de inovação foi o de conduzir e implementar programas de aceleração e de residência com startups, já que a interação física e as oportunidades geradas no ambiente do coworking deixaram de existir.

A Manaus Tech Hub

Manaus Tech Hub (Foto: Divulgação)

Em meio à pandemia, o Manaus Tech Hub, espaço de inovação aberta criado e mantido pelo Sidia Instituto de Ciência e Tecnologia para promover ações e o desenvolvimento de projetos conectando startups, empresas e as instituições públicas na cidade de Manaus, havia acabado de iniciar suas atividades com vistas a rodar, dentre outros, programas de aceleração e de residência, todos suspensos por conta do novo cenário.

“Tivemos que repensar rápido nosso modelo de negócios e a forma de interagir com as startups” afirma a Gestora do Manaus Tech Hub Jacqueline Freitas.

Uma busca constante por outras iniciativas e formas de atuação no Brasil e no mundo, além de insights da própria experiência nos modelos atuais, foram capazes de mostrar caminhos para a solução. Ou seja, a transformação digital desse novo modelo foi baseada em experiências que já vêm dando certo e que se mostram eficazes nos ecossistemas de inovação.

Aceleração 100% digital

O especialista em inovação e transformação digital do Manaus Tech Hub, Daniel Goettenauer, redesenhou os projetos do hub, lançando um programa de aceleração 100% digital em meio ao distanciamento social, com um cronograma de chamada para as startups focado em lançamento via Live (reuniões com os participantes por meio de chamadas por videoconferência), avaliações das empresas candidatas por critérios e parâmetros definidos nas inscrições online e com disponibilização de canal de comunicação para esclarecimento de dúvidas.

“Sabemos o quanto a interação presencial traz benefícios para o crescimento dos negócios das startups, porém não podíamos deixar que oportunidades fossem suspensas por conta do novo coronavírus. Lançar um projeto de aceleração com dezenas de benefícios e parcerias para as startups trouxe ao ecossistema certezas de que a economia começa a se reerguer e as oportunidades serão cada vez maiores”, afirma Daniel.

A aceleração e a percepção de seu valor

Um programa de aceleração contribui substancialmente para o crescimento dos negócios das startups e são fonte de alavancagem para as mesmas. O acompanhamento regular e o suporte técnico e administrativo oferecido elevam a taxa de sucesso desses negócios, que nascem com ideias incríveis, porém sem estrutura para o crescimento e alavancagem.

A mentoria administrativa, jurídica e de negócios, o suporte e auxílio durante os desafios técnicos que vão surgindo ao longo da evolução dos desenvolvimentos das startups, e uma conexão com a rede de colaboradores e de negócios do Sidia estão entre os principais benefícios do programa de aceleração do Manaus Tech Hub.

Após passarem pelo programa, as Startups terão seus produtos e serviços reavaliados sob a ótica do patrocinador, podendo ajustá-los para uma maior criação de valor ao mercado ou melhor ajuste aos desafios propostos antes do pitch de cada startup.

Estima-se, portanto, que com esse aquecimento durante a pandemia, oportunidades de transformação digital e conexões com empresas vão crescer muito no segundo semestre de 2020, de acordo com as estimativas da IDC Brasil, alavancando a economia e o ecossistema de inovação do mundo inteiro. Manaus não poderia ficar de fora dessa onda de oportunidades.

____

Jacqueline Freitas é advogada, cursando MBA executivo pela Fundação Dom Cabral. Trabalha há mais de 15 anos como gestora administrativa e jurídica de projetos em instituições de pesquisa, desenvolvimento e inovação. Atualmente é gerente sênior de unidade de negócios no Manaus Tech Hub.

Tech Hub
O Manaus Tech Hub é um espaço que tem por objetivo promover o desenvolvimento e o crescimento de startups na Amazônia, com inovação aberta e oportunidades em novos projetos, conectando empresas do polo industrial, governo e empreendedores. Trata-se de uma iniciativa do Sidia Instituto de Ciência e Tecnologia para contribuir com o ecossistema de inovação aberta da região.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui