Governo começou testagem em massa da categoria no dia 18 de agosto, após retorno das aulas presenciais. Estado foi o primeiro do País a reabrir escolas públicas.

O número de profissionais da educação do Amazonas que testaram positivo para Covid-19 chegou a 2.542, conforme balanço da Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc-AM). Os dados são de testagens realizadas entre os dias 18 de agosto de 21 de setembro.

O governo começou a testar profissionais da educação após a reabertura das escolas da rede estadual, que ocorreu no dia 10 de agosto. O estado foi o primeiro do País a voltar com as aulas presenciais na rede pública.

Os dados de 10 de agosto a 21 de setembro apontam que:

  • 8.129 testes foram aplicados;
  • 5.587 obtiveram resultado negativo;
  • 2.542 obtiveram resultado positivo.

Ainda conforme a Seduc, do total de casos positivos, 2.094 profissionais já estavam fora do período de transmissão da doença. Os outros 448 ainda estavam com infecção ativa.

Todos os profissionais com resultado positivo são afastados das unidades por um período de 14 dias.

Em todo o Amazonas, já são mais de 133 mil casos confirmados de Covid-19, até quarta-feira (23). O número de mortes passa de 3,9 mil.

Nesta quinta-feira (24), o governo anunciou o retorno das aulas presenciais para o ensino fundamental na rede estadual de ensino, em Manaus, para o dia 30 de setembro. A rede privada de ensino da capital voltou no dia 6 de julho.

Em coletiva de imprensa, o governador Wilson Lima informou, nesta quinta, que está sendo observado nos últimos dias uma tendência de aumento de casos de Covid. Por conta disso, foi decretado o fechamento de bares e balneários. Ainda conforme Lima, essa tendência de aumento é resultado de aglomerações, e não do retorno das aulas, do ano letivo.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui