No dia 08 de março é celebrado o Dia Internacional da Mulher, uma data importantíssima na conquista do espaço feminino tanto na sociedade quanto no mercado de trabalho. A luta feminina por espaço no mercado de trabalho se deu a partir do século XIX e ao longo dos anos, o ambiente organizacional vem sofrendo diversas mudanças que permitiram que as mulheres tivessem acesso a esse mercado. Prova disso é o aumento da presença feminina em cargos de gestão. De acordo com uma pesquisa da Global Enterpreneurship Monitor (GEM), em parceria com o Sebrae, nós mulheres fomos responsáveis por 51,5% dos novos negócios gerados no Brasil.

O mercado

Segundo a Organização Mundial do Trabalho (OIT), as mulheres representam mais de 49% do mercado de trabalho mundial e o índice delas em cargos de CEOs e diretoras no Brasil chegou a 16% segundo a pesquisa International Business Repor (IBR) – Women in Business da Grant Thornton. Dentro do universo do e-commerce isso não é diferente. A Nuvem Shop divulgou um estudo que revela que as mulheres já gerenciam quase 60% dos comércios do marketplace. Isso mostra que as organizações vêm mudando sua postura quanto à visão e ação estratégica de mercado, e, consequentemente, estão abrindo espaço para mulheres em postos de liderança.

Mulheres em cargo de gestão

É inegável que o mercado de mulheres gestoras vem crescendo a cada dia, uma pesquisa da consultoria McKinsey revelou que as empresas que possuem mulheres em cargos de liderança têm 21% a mais de chance de ter desempenho financeiro acima da média.

Nesse sentido, surge um novo modelo de gestão feminina em que as mulheres passaram a utilizar métodos cada vez mais estratégicos focados nas relações humanas, preparando-se para atuarem como líderes. A forma de liderança feminina vem ganhando destaque pela forma como elas conduzem situações de conflito e negociações. Os resultados mostram que há uma forte tendência no comportamento gerencial das mulheres em se basearem em objetivos claros, estruturas simples, comportamento estratégico inovador, estilos cooperativos de liderança e grande ênfase em qualidade.

Em determinadas empresas as mulheres têm se destacado positivamente e alcançado cargos gerenciais importantíssimos. É o caso do Gimba, em que as gerentes de RH, Comercial, Compras, TI, Transporte, Marketing e E-commerce são mulheres, o que revela uma ascensão feminina em cargos de liderança e uma mudança no perfil da empresa que busca destacar a expertise das mulheres.

Próximos passos

Ainda há muito pra se conquistar, principalmente no setor de redes e Internet, em que a presença masculina é muito forte. No entanto, como mulher, enxergo positivamente as mudanças que o mercado vem sofrendo, apesar de ainda não termos o cenário ideal, as conquistas femininas até hoje foram importantes para que ocupássemos cargos estratégicos nas empresas.

É importante termos a clareza de que temos muito potencial e que o mercado necessita de profissionais qualificadas. Cada vez mais, temos que nos especializar e usar nossas habilidades de gestão e multitarefas, as quais já são presentes em nossa vida pessoal, para agregar positivamente no cenário corporativo das empresas.

Fonte: Ecommerce News

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui