Grupos do 1º e do 2º ano do ensino médio falaram ao ‘Estado’ sobre assuntos como bullying, desigualdades e pressão social

SÃO PAULO – O que ajuda a explicar o desempenho fraco do Brasil no Pisa, principal avaliação internacional de educação básica? Além de procurar respostas para esse questionamento com especialistas em educação, o Estado ouviu quem vive a situação no dia a dia ao conversar com estudantes do primeiro e do segundo ano de duas instituições da cidade de São Paulo, uma pública e a outra, privada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui