Peça a uma criança e depois a um adulto para contar uma mentira. Você vai ver que a criança ao mentir tende a colocar a mão na frente da boca. O adulto tende a tocar o nariz. Quando crescemos mantemos de forma inconsciente algumas condutas, apenas aperfeiçoamos a forma de reagir a determinados estímulos.

Esse teste é útil para nos certificarmos da existência de certos padrões de comportamento diante de dada situação.

O Poder das Mãos:

O gestual das mãos e a forma de cumprimentar uma pessoa estabelecem uma relação de conexão ou distanciamento entre os interlocutores. As mãos têm o condão de influir no inconsciente alheio, seu gestual pode ser tanto envolvente quanto repelente. O uso adequado das mãos é capaz de fazer toda a diferença durante uma interação, independente do contexto.

O Aperto de Mão:

É o característico sinal de boas-vindas. Um aperto de mão firme destoa completamente com um aperto de mão “mole”. Agora muita firmeza, também pode repelir.  A tensão do aperto deve ser proporcional àquela que você recebe, podendo ser levemente mais intensa.

O Braço Estendido:

O braço estendido pode indicar imposição de distância. Se for com a mão espalmada para baixo demonstra agressividade. Diante de uma situação como essa, busque corrigir o cumprimento equilibrando a posição com a mão direita e com a esquerda segure a mão do interlocutor para endireitar para a posição vertical. Cuidado, cumprimentar com a ponta dos dedos também causa a mesma impressão negativa, indicando um certo desdém. 

A Mão Fria ou Suada:

A mão suada dá uma impressão negativa, cria uma sensação pegajosa. Seque-a num lenço, esfregue-a discretamente na roupa ou dê um jeito de fazê-lo antes de cumprimentar uma pessoa. Caso esteja com as mãos frias, tente imaginá-las sobre o fogo, esfregando-as para se aquecer, faça efetivamente o gesto antes de estar diante do seu interlocutor. Conforme o contexto, coloque-as no bolso para tentar minimizar o frio. A idéia do cumprimento é justamente é de quebra o gelo e não de criá-lo. 

O Cumprimento com as Duas Mãos:

Deve ser feito de forma confiante, olhar direto e sorriso aberto, com a referência simultânea do nome do interlocutor. Assim, você estará transmitindo confiança e honestidade. Mas cuide para usá-lo preferencialmente quando já houver vínculo entre as pessoas. É uma forma de cumprimento bastante utilizada por políticos, que tentam passar uma intimidade que, na maioria da vezes, nunca tiveram.

Edu Santos
Edu Santos possui MBA em Gestão de Pessoas, mestrando em Gestão e Tecnologia aplicadas à Educação, palestrante, prof. de pós graduação pela Unifacs, Unijorge e Wyden nas disciplinas de Gestão Emocional nas Organizações e Motivação e Engajamento. Além disso, Edu é poeta e autor do livro "A Verdadeira Concepção do Engajamento e Motivação" (Literarebooks, 2017). Para outras informações, envie e-mail para palestrante@edusantos.pro.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui