“Há quem pense que as crianças não têm discernimento para lidar com finanças, porém com a minha experiência notei que com apenas 2 anos de idade, elas já reconhecem o dinheiro como um meio para realizar sonhos. Isso nos faz acreditar em uma nova geração de pessoas independentes financeiramente, mais realizadas e felizes”. Segundo Glauce Galucio- Especialista em Educação financeira e Vice Presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros- ABEFIN,

 “Por meio de brincadeiras é possível conscientizar e estimular o desenvolvimento de hábitos saudáveis logo na primeira infância. Assim formamos uma geração sustentável financeiramente, capaz de usar o seu dinheiro de maneira consciente”. Explica Glauce Galucio

Conheça 7 benefícios para as crianças em aprender educação financeira

1 – Criança educada financeiramente se torna menos consumista – É motivada a poupar mensalmente para realizar seus sonhos e abandona a ideia de realização pessoal por meio do consumismo;

2 – Aprende a estabelecer e alcançar objetivos – É encorajada a ter, pelo menos, três sonhos sempre em mente, a serem conquistados em prazos diferentes: curto, médio e longo;

3 – Começa a economizar em casa – A criança toma consciência de que manter luzes acessa ou televisores ligados sem necessidade gera desperdício de recursos naturais e financeiros;

4 – Fica menos exposta a publicidade – Ela passa a consumir de forma consciente, pois compreende que as compras dependem de seus objetivos e não de promoções de produtos estarem “na moda”;

5 – Criança educada financeiramente é menos egoísta – Aprende a importância do compartilhamento, doação, reciclagem e passa a se preocupar com questões sociais e ambientais;

6 – Motiva a família – Os novos comportamentos da criança são exemplos para pais e responsáveis, que aprendem conceitos de educação financeira e mudam seus comportamentos;

7 – Leva a educação financeira para sua juventude e vida adulta – A infância é fase mais propícia para ser educado financeiramente, pois é mais fácil construir hábitos saudáveis do que modificá-los no futuro.

Glauce Galucio
Especialista em Educação Financeira pela Universidade do Sul de Minas (2018). Pós-Graduação MBA em Gerenciamento de Projetos pela Universidade Federal do Amazonas (2013) e MBA em Finanças Coorporativa pela Universidade Gama Filho do Rio de Janeiro (2009), Graduação Bacharel em Estatística pela Universidade Federal do Amazonas (2005). Atualmente é Vice Presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (ABEFIN) e atua há 15 anos na área de Docência no ensino Superior e Pós Graduação MBA Executivo em Gerenciamento de Projetos. Possui vasta Experiência em Planejamento Estratégico e Projetos de PD&I -Pesquisa Desenvolvimento e Inovação, atua como Palestrante e Consultora em Educação Financeira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui