Criado em 2014, o Prêmio Shell de Educação Científica, voltado para a valorização de professores, conta este ano com uma nova categoria. É a Premiação Especial Covid-19, voltada para educadores com projetos dedicados ao enfrentamento da pandemia, que tenham contribuído para a conscientização de seus alunos acerca da doença.

Podem concorrer  professores das redes públicas (federal, estadual ou municipal) do Rio de Janeiro e Espírito Santo, das disciplinas de ciências e matemática do ensino fundamental ou de biologia, física, química e matemática do ensino médio. A indicação da melhor experiência educativa conta com a parceria de gestores públicos, como explica a gerente de Performance Social da Shell Brasil, Maria Angert.

Maria Angert ressalta, ainda, que um dos objetivos do Prêmio é estimular o interesse de jovens e adolescentes pelo estudo de áreas do conhecimentos relacionadas à ciência. Ela avalia que o prêmio pode contribuir para a implementação de políticas públicas, na área da educação.

O melhor projeto receberá um bônus e uma viagem educativa a Londres, na Inglaterra, onde os professores farão uma imersão na área das ciências.

Além da Premiação Especial Covid-19, também haverá os prêmios regulares para experiências educativas, em qualquer área do conhecimento, nas categorias ensinos fundamental e médio.

* Com informações da Agência Brasil

** As inscrições vão até 5 de outubro de 2020

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui