“Head of Growth”, ou seja, líder de expansão, aparece entre os cargos mais estratégicos

Há uma reclamação generalizada de contratadores sobre a dificuldade de encontrar mão de obra com a qualificação desejada, em grande parte por causa do avanço tecnológico. Uma pesquisa da consultoria de recursos humanos Robert Half constata que 81% dos gestores se ressentem desse problema. Para muitos profissionais, é difícil acompanhar o ritmo de mudança — mas isso resulta também em oportunidades e numa possibilidade de “surfar a onda” digital, por parte daqueles mais qualificados e que escolhem certos rumos na carreira.

A Robert Half, com mais de 300 escritórios espalhados pelo mundo, identificou algumas dessas qualificações e carreiras em alta ao elaborar seu Guia Salarial 2020. Confira alguns dos cargos em alta por conta da transformação digital (as indicações de salários se referem a quatro faixas dentro do mesmo grupo profissional, diferenciadas por fatores como experiência na função, tempo no segmento, porte da empresa, habilidades e certificações extras. Pela metodologia adotada, cerca de 5% dos profissionais em cada categoria têm salário fora das faixas indicadas):

NO MERCADO FINANCEIRO E SEGUROS:

Gerente de Inovação Digital

– Motivo da alta demanda: com a transformação digital ocupando espaço maior na agenda das empresas, espera-se que esse profissional esteja apto a liderar o processo de mudança e funcionar como catalisador de bons resultados.

– O que faz: formula, implementa e gerencia as ferramentas e processos de inovação na companhia, com a responsabilidade de administrar pessoas, estratégia, processos e recursos.

– Salário: R$ 18.200/ R$ 22.500/ R$ 26.550/ R$ 32.650

EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Desenvolvedor Mobile Sênior

– Motivo da alta demanda: o aumento da conectividade demanda mais profissionais especializados em desenvolvimento desse tipo de software.

– O que faz: escreve os códigos para construir as aplicações. Analisa, projeta, documenta, testa e implementa sistemas de TI para dispositivos móveis.

– Salário: R$ 7.700/ R$ 10.000/ R$ 12.950/ R$ 15.750.

Cientista de Dados

– Motivo da alta demanda: necessidade de profissional habilitado para desenvolver processos de coleta de dados em diversas redes, especialmente na internet; e para análise dos dados e informações coletados.

– O que faz: tem visão sistêmica, com conhecimentos de matemática, estatística, processamento e software.

– Salário: R$ 13.100/ R$ 17.000/ R$ 21.950/ R$ 26.700.

Chief Technology Officer (CTO)

– Motivo da alta demanda: a transformação digital exige um executivo com visão abrangente da organização e vasta experiência em tecnologia, capaz de colocar em prática os objetivos e metas da companhia.

– O que faz: identifica oportunidades e riscos relacionados a tecnologia, apresenta cenários de acordo com a expectativa de evolução tecnológica, identifica profissionais capazes de desenvolver projetos tecnológicos estratégicos na organização, coordena projetos de adoção de novas tecnologias no negócio

– Salário: R$ 24.700/ R$ 32.000/ R$ 41.350/ R$ 50.300.

EM VENDAS E MARKETING

Head of Growth

– Motivo da alta demanda: empresas veem possibilidade real de abrir frentes de negócios com perspectiva de crescimento exponencial; aquelas já em forte processo de expansão precisam organizar processos para administrar seu crescimento. Em fases de expansão acelerada, é necessário criar conexões mais eficientes entre áreas de vendas, marketing e pós-venda, com métodos estatísticos para embasar decisões e desenhar iniciativas estratégicas.

– O que faz: encontra oportunidades para crescimento rápido da empresa e cria estratégias para explorá-las. Tem compreensão profunda de seu cliente, além de conhecimento técnico e conceitual de marketing, processos, metodologia de experimentos e tecnologia. Também precisa inspirar a equipe a inovar

– Salário: P/M* R$ 13.000/ R$ 16.000/ R$ 19.650/ R$ 21.600; G R$ 17.250/ R$ 25.000/ R$ 30.700/ R$ 33.800.

Analista de Marketing Digital

– Motivo da alta demanda: com a expansão do consumo por meio das redes digitais, as empresas precisam de um profissional que identifique seu consumidor, saiba como encontrá-lo e o que ele busca. A partir daí, esse profissional constrói ações de relacionamento baseadas nos objetivos estratégicos de marketing da companhia.

– O que faz: atua no planejamento de uso de diferentes canais digitais de comunicação e no posicionamento online da empresa, o que inclui (mas não só) sites, e-mail marketing, links patrocinados, campanhas em redes sociais e SEO (Search Engine Optimization, ou Otimização para Mecanismos de Buscas). Planeja ações que levem a mensagem da marca ao consumidor e analisa seus resultados com base em dados.

– Salário: P/M – R$ 3.450/ R$ 5.000/ R$ 6.150/ R$ 6.800; G – R$ 5.500/ R$ 8.000/ R$ 9.800/ R$ 10.800.

EM RECURSOS HUMANOS

Gerente de Treinamento e Desenvolvimento

– Motivo da alta demanda: atrair e manter profissionais de alto desempenho numa organização — especialmente empresas em transformação — é um grande desafio. Ao mesmo tempo, tornam-se mais variadas as demandas dos profissionais, para que considerem uma empresa um bom lugar para trabalhar. Grande parte dessa demanda se relaciona à necessidade de aprendizado contínuo. Isso exige uma diversidade de ações internas que estimulem o engajamento e a permanência dos colaboradores.

– O que faz: define práticas de treinamento, passando por parcerias com instituições de ensino e idealização de cursos in company, até a transmissão de informações do nível estratégico ao operacional, aplicação de pesquisas de clima e demais métodos relativos à área.

– Salário: P/M R$ 12.800/ R$ 15.000/ R$ 16.950/ R$ 20.150; G R$ 15.600/ R$ 18.250/ R$ 20.600/ R$ 24.500.

* Faturamento das empresas: P/M – até R$ 500 milhões; G – acima de R$ 500 milhões.

Fonte: Época Negócios

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui