Localizado na região da Vila Leopoldina, State abrirá as portas na segunda quinzena de novembro

A cidade de São Paulo vai ganhar um novo centro de inovação para grandes empresas. Empreendimento chamado State fica localizado na região da Vila Leopoldina, na capital, e abrirá as portas na segunda quinzena de novembro. A informação foi obtida com exclusividade por Época NEGÓCIOS. Objetivo do projeto é alocar times de inovação, pesquisa e desenvolvimento (P&D) e programas de aceleração de grandes empresas. Projeto conta com investimentos da Votorantim Empreendimentos Imobiliários (dona do imóvel), fundos não revelados e dinheiro da Sangha Investments, fundo de Jorge Pacheco, mentor do projeto.

Em sua primeira fase, o State vai oferecer 7 mil m² de área útil, com capacidade para receber até mil pessoas trabalhando e 1500 em eventos. Até 2020, o empreendimento vai ganhar um segundo bloco, totalizando 20 mil m² de área útil. Projeto foi inspirado em centros de inovação como New Lab, em Nova York, e Station F, em Paris. Pacheco faz questão de ressaltar que a relação do State com a Votorantim Empreendimentos Imobiliários não pode ser comparada ao do Cubo, hub de inovação, com o Itaú.

“A ideia é que o State seja um ambiente independente com ‘Cubos’ de diferentes empresas”, diz. Por enquanto, Pacheco não revela quais serão as primeiras companhias instaladas no State. O que se sabe, contudo, é que serão grandes companhias dos setores financeiro, varejo, indústria e indústria criativa. Em novembro, quando abrir as portas, os primeiros clientes já estarão instalados no galpão.

Além de espaços de trabalho, State contará com uma galeria de arte digital, espaços para eventos, restaurante e laboratórios para grandes maquinários. “O State é um espaço de geração de conhecimento, ciência e negócios”, diz Pacheco. Por estar localizado dentro de um galpão térreo, o empresário diz não ter nenhum tipo de limitação quanto ao uso de ferramentas para pesquisa. A comparação que ele faz é com o que acontece no Cietec(Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia), da Universidade de São Paulo, onde startups trabalham em soluções de biotecnologia, por exemplo.

State ficará na Vila Leopoldina, em São Paulo (Foto: Divulgação)

Localização
Pelo fato do State estar localizado na Vila Leopoldina, região relativamente distante dos principais polos comerciais de São Paulo, Pacheco conseguiu oferecer espaços a custos até 50% mais baratos que em regiões como Berrini ou Avenida Paulista. O bairro, entretanto, tem sofrido com alguns problemas nos últimos anos. Sobre isso, Pacheco é categórico: “É uma boa região, mas está fora do eixo. Vem melhorando e tem muito a melhorar”, diz o empresário. Uma das propostas dele, inclusive, é oferecer cursos de programação para a comunidade da região no futuro. “Quem sabe, um dia, eles não possam retornar ao State como funcionários?”, afirma.

Pacheco é um dos convidados do Future Summit, evento que acontece no dia 7 de novembro.

State terá capacidade para 1 mil pessoas (Foto: Divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui