Home Artigos Segunda-feira e o propósito de vida

Segunda-feira e o propósito de vida

31

Passa semana, entra e sai mês e o ano vai embora sem a gente se dar conta! Vez ou outra, a gente dá um break e percebe que o tempo está levando junto os sonhos, planos e expectativas. Que tal fazer da segundinha uma aliada e aproveitar o dia pra começar a realizar os desejos? Justo na segunda-feira?

Ela é o primeiro dia útil da semana e, portanto, odiada por muitos. Domingo a noite começa a tortura só em pensar no rompimento do cordão umbilical com a família, casa ou com a cama e partir pro mundo externo, perigoso e inseguro.

Começar de novo

Querendo ou não a segunda está presente toda a segunda-feira. Semanalmente, ela insiste em fazer a gente ser mais disciplinado: acordar cedo e seguir aquela rotina entediante de horários e compromissos. Cheia de personalidade, regras e orientações a segunda é tão odiada que virou série no canal de TV GNT, chamada “Odeio Segundas”.

A trama se desenvolve em um escritório, ambiente propício para os funcionários passarem por várias situações chatas, irritantes e típicas das segundas. Apesar do humor ácido e engraçado, na vida real nem sempre estamos preparados para enfrentar o recomeço.

Cientificamente científico

E tem explicação científica. Não é só preguiça não! Reportagem do ano passado da revista Super Interessante apresenta algumas razões que explicam o fato de a gente odiar tanto as segundinhas. Alguns apontamentos são: bagunça no relógio biológico, mesmo sendo apenas dois dias o fato da mudança do horário do usual, tem implicação na segunda.

Outro, diz respeito aos problemas de socialização, já que no fim de semana passamos os dias com as pessoas que gostamos e ter que retornar ao convívio com a turma da semana, pode ser estressante. Próximo item refere-se às mudanças bruscas, todos os dias são iguais em relação às atividades, mas a mudança da realidade da segunda faz o dia parecer pior que os outros.

O apontamento seguinte é “reclamações do corpo”. Isso mesmo! A gente come e bebe mais no fim de semana, trazendo consequências ao corpo e se sente menos bonito pra retornar na segunda. Aliado a esse, está o item “menos saudável”, porque toda essa ingestão contribui pra gente se sentir pesado, inchado e menos disposto na segunda.

Depois disso, vem o item “ódio ao trabalho”, que de acordo com uma pesquisa do instituto Gallup, 70% das pessoas odeiam ou se sentem completamente desmotivadas com o trabalho. Aí chega a segunda e é dia de retornar ao ambiente profissional. Nada mais estressante.

O último item “novas resoluções“ é o tradicional pra querer começar algo que nunca sai do papel. E é exatamente aí que podemos abrir uma janela de oportunidades: transformando a segunda numa aliada, mas como?

Segunda chance

Já que não temos como pular do domingo pra terça, então o jeito é tornar a experiência da segunda a menos traumática possível. Levantar cedo, sair da segurança do ninho, deixar os filhos na escola, encarar um emprego não tão legal, são motivos suficientes pra desmotivação, porém se a gente conseguir enxergar um propósito nisso tudo, que vai além de tarefas desconexas e sem importância, podemos mudar o modo como encaramos a segunda-feira.

Então se a gente entender que levantar cedo faz parte de um projeto de vida, que o filho na escola está se preparando para um futuro melhor e que o emprego é uma oportunidade de aprendizado, por exemplo, tudo passa a fazer mais sentido e fica menos estressante.

Estratégias

Pra quebrar o trauma do dia, procure desvincular sentimentos como tristeza, infelicidade ou desmotivação à segunda-feira. Pelo contrário, encare o dia da semana como uma oportunidade de recomeçar e realizar algumas tarefas ao longo da semana.

Então quando pensar na segunda associe-a as oportunidades, como por exemplo, refazer algo que não deu certo na semana anterior, finalizar um projeto no trabalho, iniciar o treino na academia ou encarar a fila do banco para solucionar aquela velha pendência.

A sensação de solucionar as pendências traz bem-estar, eleva a autoestima e nos motiva a seguir adiante.

Mirando no futuro

As segundas-feiras são ótimas para despertarmos os alvos, declaração de fé de coisas que desejamos serem realizadas e que tenham aderência à nossa visão de futuro. São esses alvos que nos impulsionam a conquistar nossas metas e, dessa forma, realizar nossos objetivos, pois os alvos estão apontados e têm destino certo.

Os alvos dão sentido à vida, porque não são apenas atividades desconexas que a gente faz por fazer, mas estão alinhadas a um projeto de vida. Ai se a gente conseguir imputar um sentido maior as segundas ou um propósito, a gente vai encarar o dia com alegria e satisfação.

A ideia é realizar as tarefas por partes. Você não vai conseguir escalar o monte Everest em um dia. Então, vamos dividir as atividades em etapas ou alvos, podendo ser em meses ou semanas, e partir para essa conquista. E nada melhor que a segunda para dar o pontapé. Anote as conquistas numa agenda ou mesmo num bloco de notas. Dessa forma, você consegue perceber os feitos e isso é motivador. Conquiste cada objetivo por vez!

Mas, o mais importante de tudo é trazer na consciência que – independentemente – do dia da semana, do local ou da situação, estar em sintonia consigo e com a espiritualidade, que transpassa a religião, eleva a nossa conexão com a vida, e a certeza de que podemos realizar tudo o que verdadeiramente desejamos!

Cristina Monte
Cristina Monte é jornalista, especialista em Comunicação Empresarial (Cásper Líbero), Responsabilidade Social (FUCAPI) e em Divulgação Científica em Saúde na Amazônia (FIOCRUZ-AM). Além disso, Cristina é graduada em História pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM). É articulista-convidada e colunista da Coluna Mai$ Negócio$, do Jornal do Commercio e apresenta as notícias da Coluna no AmazonPlay TV Digital. Atualmente, além dos projetos mencionados, a jornalista atua como assessora de Imprensa, palestrante e estuda o curso de Coaching.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui