·        Companhia foi a que mais se destacou com ações para apoiar e proteger os funcionários durante o período de pandemia, em pesquisa realizada com mais de 300 empresas
·        Na categoria principal “Lugar Mais Incrível para Trabalhar”, Siemens ficou em 4º lugar entre as empresas de grande porte
·        Pesquisa foi realizada em parceria entre o portal UOL e a FIA

As diversas ações realizadas pela Siemens para apoiar e proteger seus funcionários no Brasil, em relação à Covid-19, renderam à companhia a conquista de Mais Incrível Atuação na Pandemia pelo prêmio Lugares Incríveis para Trabalhar 2020, iniciativa realizada em parceria entre o portal UOL e a FIA (Fundação Instituto de Administração).

Além de conquistar este prêmio, a companhia também se destacou na categoria “Lugar Mais Incrível para Trabalhar”, ficando na 4ª posição entre as empresas de grande porte, e em 21º lugar envolvendo as centenas de empresas avaliadas na pesquisa.

“Apesar de todo o desconhecido que a Covid-19 trazia para a nossa realidade, de uma coisa tínhamos certeza: precisávamos garantir a saúde e segurança de nossos funcionários e seus familiares. Além do Home Office Emergencial aos que podiam, e medidas de distanciamento e higiene aos que precisavam estar fisicamente, implementamos ações de apoio às saúdes física e mental, não realizamos nenhuma redução de jornada e nem suspensão de contrato. Conduzimos nossos líderes e suas equipes para trabalharem de forma remota. Foi um período desafiador e de adaptação para todos, mas esse prêmio é o reconhecimento de que tivemos sucesso em nossas iniciativas”, afirma Caroline Zilinski, Diretora de Recursos Humanos da Siemens.

Por ser uma companhia global, as ações da Siemens em relação à Covid-19 foram iniciadas antes mesmo dos primeiros casos serem detectados no Brasil. Logo no início da pandemia, a empresa criou uma força-tarefa global liderada pelo time de Meio Ambiente, Saúde e Segurança (EHS) para monitorar e tomar as ações efetivas para proteger a saúde de todos os colaboradores, além de realizar uma comunicação clara das práticas e medidas adotadas. Com a evolução da pandemia, o grupo se tornou multidisciplinar para atender à todas as necessidades: Recursos Humanos, Comunicação, Compras, Tecnologia da Informação, entre outras, e um alto engajamento da Liderança.

No Brasil, desde o dia 16 de março todos os funcionários dos escritórios administrativos passaram a trabalhar em Home Office Emergencial e permanecerão neste formato enquanto a pandemia se mantiver. Para lidar com esse momento a Siemens criou um guia prático com informações sobre o novo coronavírus, os cuidados a serem tomados para se proteger, orientações em relação ao Home Office e demais atividades durante o período. Também enviou máscaras para os funcionários e seus familiares, ofereceu equipamentos para o trabalho remoto, implementou atendimento médico a distância (Telemedicina), atendimento psicológico a distância, Ginastica Laboral Virtual e outras parcerias de suporte a todas as necessidades que os funcionários pudessem ter.

Aos funcionários que precisaram manter suas atividades presencialmente, a companhia também adotou diversas medidas de proteção, como: reforço de práticas de higiene e etiqueta respiratória; implantação de um processo de auto triagem para colaboradores e visitantes; ampliação dos turnos de trabalho para evitar aglomerações; e afastamento de funcionários com mais de 60 anos.

Apesar do impacto econômico gerado no pais pela pandemia, a Siemens não utilizou as medidas do governo de redução de jornada ou suspensão de contrato de trabalho. Ao invés disso manteve suas contratações e reforçou os vínculos de confiança com seus colaboradores, que se mantiveram trabalhando focados e engajados nas necessidades de nossos clientes e nossa comunidade, trazendo à Siemens um ano de bons resultados mesmo frente aos desafios.

Ações externas

Além dos cuidados com os funcionários, a Siemens adotou diversas ações voltadas para o mercado visando proteger clientes e colaboradores, e também auxiliar no combate à Covid-19. Entre os serviços, a companhia desenvolveu óculos de realidade virtual para facilitar a comunicação à distância com clientes e parceiros e colaborar com o distanciamento social. Outra novidade foi disponibilizar cursos online do Sitrain, braço de treinamentos voltados às soluções e tecnologias da Siemens.

Para auxiliar no combate ao coronavírus, a empresa fechou parceria com a empresa de automação industrial GreyLogix para ajudar no desenvolvimento de respiradores para serem utilizados em unidades de saúde nos municípios de Mafra (SC) e Rio Negro (PR), locais que careciam de suporte para atender os infectados. Outra iniciativa foi a parceria com o Hospital Oswaldo Cruz, em São Paulo, para o desenvolvimento de uma válvula em impressão 3D para ser utilizada em respiradores não invasivos, evitando riscos de contágio da equipe médica durante o tratamento.

Sobre a SIEMES

A Siemens AG (Berlim e Munique) é uma potência global de tecnologia que se destaca por sua excelência em engenharia, inovação, qualidade, confiabilidade e internacionalidade há mais de 170 anos. Atuando no mundo todo, a empresa concentra-se em infraestrutura inteligente para edifícios e sistemas de energia distribuída, e em automação e digitalização nas indústrias de processo e de manufatura. A Siemens reúne os mundos digital e físico para beneficiar os clientes e a sociedade. Por meio da Mobility, fornecedora líder de soluções de mobilidade inteligente para transporte ferroviário e rodoviário, a Siemens está ajudando a moldar o mercado mundial de serviços de passageiros e de carga.

Por sua participação majoritária na empresa de capital aberto Siemens Healthineers, a Siemens também é fornecedora líder mundial em tecnologia médica e serviços de saúde digitais. Além disso, a Siemens detém uma participação minoritária na Siemens Energy, líder global na transmissão e geração de energia elétrica que está listada na bolsa de valores desde 28 de setembro de 2020. No ano fiscal de 2020, encerrado em 30 de setembro de 2020, o Grupo Siemens gerou uma receita de €57,1 bilhões e um lucro líquido de €4,2 bilhões. Em 30 de setembro de 2020, a empresa contava com cerca de 293.000 funcionários em todo o mundo. Mais informações estão disponíveis na internet em www.siemens.com.

No Brasil, a Siemens iniciou suas primeiras atividades em 1867, com a instalação da linha telegráfica pioneira entre o Rio de Janeiro e o Rio Grande do Sul. Em 1905, ocorria a fundação da empresa no País. Ao longo de sua história no Brasil, a Siemens contribuiu ativamente para a construção e para a modernização da infraestrutura. Atualmente, a empresa Siemens conta com seis fábricas e quatro centros de Pesquisa e Desenvolvimento espalhados por todo o território nacional. Para mais informações acesse nosso website: www.siemens.com.br. Para informações sobre carreiras acesse https://new.siemens.com/br/pt/empresa/carreira.html.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui