Objetivo desta edição é ajudar empresas que trabalhem pela recuperação econômica pós-pandemia. Valores de financiamento variam de R$ 200 mil a R$ 700 mil

SITAWI Finanças do Bem acaba de abrir uma chamada de apoio a negócios, cooperativas e organizações sem fins lucrativos que têm como missão gerar impacto socioambiental positivo no Brasil e vão trabalhar pela recuperação econômica pós pandemia.

As organizações selecionadas irão participar de uma rodada de investimento na Plataforma de Empréstimo Coletivo, uma iniciativa da SITAWI e Instituto Sabin. Os valores que cada negócio pode captar variam entre R$ 200 mil e R$ 700 mil.

Os interessados podem se inscrever até 16 de agosto, e devem preencher um cadastro pela página da chamada. Eles terão que descrever informações sobre a organização relacionada a missão, receita, impacto e objetivo da captação, entre outros aspectos.

“Sabemos que muitas empresas estão comprometidas com a recuperação econômica do país e com a mitigação dos efeitos da pandemia e do isolamento social, e que algumas inclusive também estão enfrentando desafios financeiros com a crise. Queremos acolher as organizações que têm um plano de negócios sólido, com condições de executar e gerar um impacto socioambiental positivo na sociedade, mas precisam de capital para expandir sua operação”, afirma Andrea Resende, gerente de investimento de impacto da SITAWI.

Para participar, as organizações devem ter missão de impacto socioambiental positivo de quaisquer formatos jurídicos, operação com modelo de negócios viável e capacidade de pagamento.

O acesso ao crédito permitirá que os empreendedores sigam crescendo e aumentem seu impacto, contribuindo para a recuperação econômica do Brasil pós pandemia.

Como funciona

A Plataforma de Empréstimo Coletivo SITAWI funciona no modelo Peer-to-Peer lending (P2P), em que pessoas físicas emprestam dinheiro, junto com a SITAWI (que também contribui com uma parte), diretamente para os negócios. O empréstimo ocorre em rodadas de ação coletiva, em que diversos investidores investem com cotas a partir de R$ 1 mil.

O modelo possibilita que os empreendedores sociais tenham acesso a crédito a juros baixos: a taxa de juros cobrada aos empreendedores varia a cada rodada, e neste ano será de 7% a 8% ao ano. O valor captado deve ser devolvido em parcelas mensais em até 36 meses.

As condições especiais de empréstimo deste modelo são importantes no momento em que pequenas e médias empresas enfrentam queda de receita, baixo saldo em caixa e dificuldade de acesso a financiamento.

Segundo pesquisa do Sebrae em parceria com a FGV, dos 6,7 milhões de empreendedores de pequeno porte que pediram crédito desde o início da pandemia, apenas 16% conseguiram. Os dados mais recentes apontam que 41% das empresas têm dívidas ou empréstimos em atraso e que para 87% o impacto da pandemia continua sendo a diminuição do faturamento.

Investidores interessados em apoiar negócios de impacto com retorno financeiro poderão se cadastrar na plataforma para serem avisados das próximas rodadas de empréstimo coletivo.

Seleção dos negócios

A SITAWI fará os processos de avaliação e seleção dos negócios. As organizações que se encaixarem no propósito dessa chamada passarão por uma análise criteriosa e aprofundada, que passa por aspectos de finanças, modelo de negócio e impacto.

Entre os critérios financeiros analisados estão histórico de geração de receita, fluxo de caixa e planejamento. Além disso, os analistas da organização fazem projeções financeiras e estudo de sensibilidade de cenários para avaliar a capacidade de repagamento do financiamento e a saúde financeira da organização.

Quanto ao aspecto de negócio, serão avaliados equipe, liderança, capacidade de execução, mercado e modelo de negócios. Em relação ao impacto, a SITAWI estuda tanto a extensão (quantas pessoas serão beneficiadas) quanto a profundidade do impacto (em que medida essa iniciativa muda a vida dessas pessoas).

A avaliação também inclui conversa com fundadores, funcionários, clientes e beneficiários.

Além da captação de dinheiro para alavancar suas operações e aumentar a escala do seu impacto, os empreendedores selecionados têm acesso a mentores e workshops para os seus negócios e um acompanhamento personalizado pela equipe de especialistas da SITAWI.

Rodadas de empréstimo coletivo

A Plataforma de Empréstimo Coletivo SITAWI já realizou duas rodadas de investimento para pequenos negócios de impacto positivo, que no total mobilizaram R$ 4,8 milhões em 10 captações.

A primeira rodada foi realizada no ano passado e participaram negócios de todo o país. A captação ficou aberta por 58 dias e contou com o aporte de 159 pessoas físicas, além da SITAWI. Na segunda rodada, no início de março deste ano, as organizações selecionadas tinham foco no desenvolvimento sustentável da Amazônia, e as reservas de investimento se esgotaram em menos de 24 horas.

“Com a plataforma trazemos a nossa expertise em investimento de impacto para fazer a ponte entre pessoas físicas e as organizações que estão promovendo transformações positivas na sociedade. Observamos no mercado uma maior demanda das pessoas para apoiar financeiramente negócios e causas em que elas acreditam“, diz Andrea Resende.

Modelo de blended finance

Para custear a operação da Plataforma de Empréstimo Coletivo e, assim, ampliar e democratizar o acesso ao investimento de impacto, a SITAWI conta com o apoio do Instituto Sabin dentro de um modelo de blended finance (ou financiamento misto).

O blended finance ocorre quando um dinheiro destinado a impacto social – neste caso, o apoio do Sabin – é mobilizado para alavancar o investimento em desenvolvimento sustentável por outros atores – pessoas físicas que investem pela plataforma.

O modelo é usado para estimular investimentos em projetos que contribuem para alcançar as metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs), estabelecidas pela ONU.

Serviço:

  • Chamada a negócios de impacto para empréstimo coletivo:
  • 27 de julho a 16 de agosto de 2020
  • Link para cadastro de investidores interessados nas próximas rodadas de empréstimo coletivo: http://emprestimocoletivo.net/

Fonte: Valor Investe

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui