Startup de passagens aéreas dá garantia de recebimento de indenização de até R$ 612. Esse valor deve ser pago caso o voo atrase mais de uma hora. Na Europa, aéreas são obrigadas a pagar multa em caso de atraso.

A Colibra, uma startup da Bulgária, criou um aplicativo para vender passagens aéreas que garante ao passageiro o pagamento de até 100 euros (cerca de R$ 612 na cotação atual) caso voos atrasem mais do que uma hora. Esse valor deve cair na conta do cliente em menos de 24 horas. As informações são da Exame.

Lucro da empresa

O que a startup oferece é que todos os passageiros do voo atrasado recebam indenização sem precisar ir atrás das companhias áreas ou então até recorrer à Justiça. Todo o valor é dividido igualmente entre todos os afetados, e é aí que a empresa lucra.

A Colibra se torna a representante legal nesses casos de reclamação, depois de o cliente concordar com a cláusula durante a compra, cobrando uma comissão sobre o total e reduzindo o valor pago aos viajantes.

Ao comprar a passagem, o consumidor tem opções de indenização e pode escolher o tempo de atraso que irá gerar indenização. Dá até para escolher qual será a indenização recebida.

Lei do atraso

Na União Europeia, quando há atrasos de mais de três horas, uma lei obriga as companhias aéreas a pagar uma multa de 600 euros (R$ 3677). Entretanto, esse pagamento só é feito se a demora não for por greve, chuva ou outros contratempos meteorológicos.

Fonte: Yahoo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui