Abstartups revela que São Paulo tem a maioria das startups, seguida por Minas Gerais e Rio de Janeiro

A Associação Brasileira de Startups (Abstartups) revelou em seu último mapeamento de startups por região, que o Sudeste do Brasil tem 4776 startups ativas na região, sendo São Paulo o estado com a maioria delas (65%), seguido por Minas Gerais e Rio de Janeiro (ambas com 19% cada); o ecossistema do sudeste é composto, em grande parte, por modelos de negócios do tipo SaaS (40%) e Marketplace (21%), que contam com equipes de até 10 colaboradores.

“O Sudeste é, sem dúvida, um dos polos econômicos mais aquecidos do País, concentrando, hoje, mais de 1/3 de todas as startups mapeadas. Porém, como o nosso intuito é dar visibilidade a novos polos, priorizamos no mapeamento as cidades que estão começando a ter destaque, tal como São José dos Campos (SP), que se posiciona como polo de hardtechs e indústria, concentrando seus negócios nos setores Agro (20%) e meio ambiente (30%), em serviços e produtos para outras empresas (56%)”, pontua Amure Pinho, presidente da Associação Brasileira de Startups.

Entre as cidades, São Paulo assume a liderança com 46%, seguida do Rio de Janeiro (12%) e Belo Horizonte (10%). Entre os cinco primeiros, também está Uberlândia, com 104 startups ativas, a maioria em fase de tração e operação (39% cada, onde foi criada a comunidade UberHub (MG), indicada como finalista do último Startup Awards, com o objetivo de gerar densidade e conexões no ecossistema e que tem tornado o ecossistema local um dos mais vibrantes na região.

Destaque ainda para a cidade de Campinas (SP), origem da unicórnio QuintoAndar, focada no aluguel de imóveis, que possui hoje 115 startups ativas, que possui ainda outros cases de sucesso como a Trustvox, a Super Lógica, a Agrosmart, a Movile e o PJBank, contendo uma academia forte através de universidades como a PUC Campinas, Unicamp, Inova Business School, com forte reputação e programas voltados para o empreendedorismo; Além de um ótimo relacionamento com grandes corporações que orbitam o ecossistema, tal como Ambev, Petrobrás, IBM e Bosch, motivadas por talento e outros pontos forte da cidade, cuja maioria dos negócios (38%) ainda está em fase de tração.

Fonte: IT Forum 365

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui