Na guerra entre avanços da tecnologia de segurança e a privacidade das pessoas, novo round aconteceu em Portland, nos Estados Unidos. A cidade de 650 mil habitantes, famosa por ser ecologicamente ativa, é a primeira a proibir toda empresa instalada ali de usar tecnologia de reconhecimento facial em público. Até aqui municípios americanos vinham promovendo restrições de uso por parte de órgãos públicos e autoridades policiais, mas deixando organizações privadas fora das proibições.

Com a decisão, a cidade passa a ser a primeira a estender o bloqueio a instituições privadas de todos os tamanhos. A lei valerá a partir de janeiro de 2021 e foi aprovada por unanimidade pelo conselho municipal. O prefeito de Portland, Ted Wheeler, disse à CNN que “a tecnologia existe para tornar nossas vidas mais fáceis, não para entidades públicas e privadas usarem como arma contra os próprios cidadãos”.

(Nota publicada na edição 1189 da Revista Dinheiro)

Fonte: Isto É Dinheiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui