Empresa também aumentou para US$ 1 mil a ajuda de custo oferecida aos funcionários em trabalho remoto

Twitter (Foto:  Yucel Moran/Unsplash)

Twitter: empresa segue caminho de outras grandes empresas de tecnologia (Foto: Yucel Moran/Unsplash)

 

O cofundador e CEO do Twitter, Jack Dorsey, permitirá que os funcionários da empresa permaneçam em home office indefinidamente, mesmo após o fim da pandemia do novo coronavírus. O anúncio foi feito em um e-mail enviado à equipe nesta terça-feira (12).

A medida se aplica àqueles que têm a possibilidade de trabalhar em casa – e que estão fazendo isso desde março, quando a empresa passou a incentivar a medida. Segundo o portal BuzzFeedNews, ela não vale para os que precisam ir ao escritório para trabalhar, como é o caso dos responsáveis pela manutenção de servidores.

Segundo o site, a companhia também aumentou para US$ 1 mil (R$ 5,8 mil, na cotação atual) a ajuda de custo oferecida aos funcionários em trabalho remoto. Dorsey ainda afirmou ser improvável que os escritórios da empresa sejam reabertos antes de setembro.

Com o anúncio, o Twitter amplia um caminho já aberto por outras grandes companhias de tecnologia, como Google, Amazon, Microsoft e Facebook. Todas elas comunicaram, com maior ou menor flexibilidade, os planos de estender o formato de home office.

Amazon e Microsoft anunciaram que permitirão que os funcionários permaneçam em casa ao menos até outubro. Já o Facebook e o Google afirmaram que, apesar dos planos de reabrir o escritório daqui alguns meses, parte da equipe poderá trabalhar em casa até o fim do ano.

Fonte: Pequenas Empresas & Grandes Negócios

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui