A partir desta quarta-feira (1), o Uber Eats passa a disponibilizar aos usuários a possibilidade de receber produtos de farmácia, pet shop e conveniência em casa. A princípio, a novidade está disponível apenas na cidade de São Paulo, com promessa de expansão para outras localidades na próxima semana.

Inicialmente, os usuários poderão fazer pedidos em farmácias da rede Pague Menos e unidades da Cobasi. Já na próxima segunda-feira (6), a iniciativa cobrirá também 30 lojas de conveniência Shell Select, da rede de postos Shell, com previsão para 100 unidades a partir da semana seguinte.

Em nota, o diretor-geral do Uber Eats no Brasil Fabio Plein afirmou que a empresa buscou parceiros que conseguissem atender a essa demanda de forma qualificada.

“Para esse lançamento, buscamos parceiros que conseguissem oferecer esses novos produtos de uma maneira bastante estruturada e abrangente, de forma que conseguíssemos levar, em pouco tempo, essas vantagens para usuários de todas as regiões do Brasil”, explicou.

Atualmente, o Uber Eats atua em mais de 150 cidades, em todos os estados do país.

Plano global

A iniciativa de diversificação do Uber Eats faz parte de um plano global iniciado nesta semana. A medida segue os esforços da empresa de ajudar as pessoas afetadas pela pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2), fornecendo entregas de diversas categorias para não causar a aglomeração de consumidores nos chamados “serviços essenciais”, como mercados e farmácias.

“Ao conectar nossos usuários a farmácias, lojas de conveniência e pet shops, que são serviços essenciais no dia a dia das cidades, nós estamos cumprindo o nosso propósito de nos tornarmos o sistema operacional da vida das pessoas”, ressalta Plein.

Além do Brasil, o Uber Eats também anunciou as novas categorias na França, em uma parceria inédita com a rede francesa Carrefour, e também na Espanha, através da rede de lojas de conveniência Galp. Nos dois países, o número de mortos por COVID-19 já passa dos 10 mil.

O Uber Eats está disponível gratuitamente para smartphones Android e iOS.

Fonte: Canal Tech

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui