Varejista lançou um programa piloto na Carolina do Norte

O Walmart começou a fazer suas primeiras entregas com drones como parte de um pequeno programa piloto lançado nesta semana em Fayetteville, Carolina do Norte, nos Estados Unidos. A varejista usará este programa para testar a entrega de “produtos selecionados” usando drones automatizados operados pela startup israelense Flytrex.

Operação será realizada em caráter experimental durante um ano

Cada um dos drones usados neste programa piloto pode voar com velocidades de até 51,4 km/h, cobrir distâncias de até 9,98 km em uma viagem de ida e volta e carregar até 2,99kg, de acordo com dados da própria Flytrex.

Um vídeo de demonstração mostra como o drone coloca os pacotes no chão sem ter que precisar pousar para fazer isso. A Flytrex recebeu a aprovação da FAA para testar entregas de alimentos na Carolina do Norte no ano passado, com ressalvas de que seus drones só voem por rotas predeterminadas durante o dia e sobre áreas não povoadas.

Walmart testa a entrega de produtos com drones nos Estados Unidos
Drone da Flytrex entregando um pacote para o destinatário
(Reprodução/Flytrex)

O Walmart ofereceu poucos detalhes sobre o programa, incluindo quantos drones estão envolvidos no piloto e quais verificações (se houver) os clientes precisam fazer antes de receber uma entrega. “Sabemos que levará algum tempo até vermos milhões de pacotes entregues via drone”, disse o vice-presidente sênior do Walmart, Tom Ward. “Isso ainda parece um pouco de ficção científica, mas estamos em um ponto em que estamos aprendendo cada vez mais sobre a tecnologia que está disponível e como podemos usá-la para facilitar a vida de nossos clientes”.

O Walmart tem mostrado interesse na entrega com drones por muitos anos, fazendo seus primeiros testes em 2015 e experimentando o uso de drones para verificar o inventário em seus armazéns em 2016. No entanto, passar dos testes internos para entregas para clientes é um grande passo. Uma série de desafios, como normas de segurança e custos elevados em comparação com a entrega tradicional, retardaram a adoção.

Sem dúvida o Walmart está de olho em sua maior rival, a Amazon, que no mês passado recebeu aprovação da Administração Federal de Aviação (FAA) dos EUA para operar como uma companhia aérea de drones nos Estados Unidos, a Amazon Prime Air, abrindo caminho para operações comerciais maiores. O Walmart parece estar evitando a necessidade de certificação direta, deixando suas operações de drones para a Flytrex, que já faz parte do Programa Piloto de Integração da FAA. Continua após a publicidade

No Brasil, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) emitiu em agosto um Certificado de Autorização de Voo Experimental (CAVE) para que a empresa Speedbird possa iniciar em caráter experimental a entrega de produtos utilizando drones. Saiba mais aqui.

Fonte: WalmartThe Verge

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui