A iniciativa pode ajudar a diminuir a taxa de contágio pelo novo coronavírus

A Xiaomi está planejando produzir máscaras que se desinfectam sozinhas com uma luz ultravioleta, quando forem colocadas para recarregar. A iniciativa pode ajudar a diminuir a taxa de contágio pelo novo coronavírus. Chamada de “Porject Aeri”, a máscara tem um filtro do tipo N95, recomendado pela Organização Mundial da Saúde e mais eficiente para barrar o contágio da covid-19. A ideia da empresa é que o produto não atrapalhe o reconhecimento facial para desbloqueio de tela em smartphones.

De acordo com o site XDA Developers, o projeto está em desenvolvimento pela Huami, a subsidiária da empresa que fabrica os relógios inteligentes. Segundo a assessoria de imprensa da Xiaomi no país, ainda não há previsão de que produto seja vendido no Brasil, mas confirmou que o produto será vendido na loja global da empresa.

De acordo com o site, a máscara é transparente, feita de materiais leves e flexíveis, o que permite que ela fique bem encaixada ao rosto, evitando a entrada de partículas contaminadas. Para evitar que a máscara fique embaçada, ela terá uma espécie de ventilador, que expele o ar da respiração do usuário.

Fonte: UOL tilt

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui